Como o Business Intelligence pode transformar seu negócio

Passou a época em que as decisões eram tomadas com base na intuição ou na capacidade dedutiva dos gestores. Hoje sabe-se que boas escolhas dependem que as informações certas estejam disponíveis para as pessoas a que se destinam, nos momentos adequados. E como estamos cada vez mais online, a implantação de um Business Intelligence (BI) não é mais um diferencial às empresas, mas uma questão de sobrevivência.

Seja qual for o tamanho do seu negócio, é preciso lidar com uma infinidade de dados e variáveis, e essas informações têm que estar otimizadas em sistemas inteligentes, a fim de reduzir ou eliminar a possibilidade de erros. A tecnologia está aí para isso: revolucionar a forma como trabalhamos, transformando dados aleatórios em informações úteis, que gerarão melhores insigths.

Vamos explicar: o Business Intelligence (BI) é um conceito e uma aplicação. Ou seja, junta a importância da coleta, organização, processamento e análise de dados com o uso de softwares de alta capacidade e desempenho para processamento de dados, que realizem o trabalho sem erros.

Organizar e suportar uma grande quantidade de dados, interpretar as variáveis com velocidade e precisão superiores a qualquer administração humana, resumindo, usar o BI é assegurar inteligência gerencial para sua empresa. O desenvolvimento de ferramentas e novas tecnologias, com a implementação inclusive de inteligência artificial (IA) em BI, deixa uma empresa altamente competitiva.

A cada dia temos mais dados captáveis e disponíveis para análise: tanto do ERP ou demais sistemas da empresa, como de sites de terceiros, por exemplo. Com isso, as novas gerações de BI permitem criar correlações com inúmeras variáveis, das mais diversas fontes, e utilizá-las de forma conjunta com o machine learning. A ideia é que os algoritmos consigam aprender como os dados captados estão sendo utilizados e, a partir disso, criar novos dashboards, com informações que um humano sozinho provavelmente não seria capaz de perceber. Com isso, a empresa sai à frente, enxerga linhas de tendência que os outros ainda não estão vendo.

Mas atenção! Essas informações não devem ficar restritas apenas à alta gestão. É importante que, além dos níveis estratégicos, também os táticos e operacionais tenham acesso a dados relacionados à sua área de atuação. A empresa precisa definir qual informação é importante para cada participante e deixá-la disponível. Afinal, como é possível gerenciar no escuro? Só se consegue aperfeiçoar aquilo que se conhece, se mede, se controla.

Imagine que você tenha um supermercado e que possa ver seus dados de faturamento diário, cruzado com as condições de tempo. Com o passar dos dias, o sistema irá entender que, por exemplo, nos dias de sol e temperaturas altas, você vende mais bebidas. Tendo como base essa informação e analisando a previsão do tempo para a próxima semana, ele poderá enviar um alerta ao gestor de compras para que ele providencie a aquisição de determinada quantidade de bebidas (estoque atual x demanda prevista).

Para implantar projetos de BI na sua empresa, chame um especialista. Embora você deva saber exatamente quais informações precisa visualizar ou disponibilizar à sua equipe, é preciso que alguns aspectos-chave estejam muito bem alinhados, tais como: organização e visualização dos dados, políticas de compartilhamento e acesso às informações.

Ferramentas de BI facilitam a assimilação e interpretação de dados, assim como o compartilhamento de informações entre gestores e colaboradores. Peça uma demonstração do InnReport e impulsione o seu negócio!

Leia também: 3 tendências tecnológicas para empresas ficarem de olho em 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *