PIX: um novo jeito de pagar e receber

Dia 19/02 o Banco Central divulgou a marca do Pagamento Instantâneo no Brasil. O PIX deve entrar em vigor já em novembro deste ano e promete facilitar as transações financeiras entre pessoas, empresas e governo.

Ele surge como uma alternativa aos antiquados TED e DOC e até mesmo aos boletos e cartões físicos, possibilitando que o dinheiro seja transferido de uma conta a outra em segundos, com segurança, 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive entre contas de diferentes instituições. Traduzindo: ninguém mais precisará esperar o dinheiro “cair na conta”!

O Pagamento Instantâneo integra o ecossistema que está sendo desenvolvido pelo projeto Agenda BC# que visa promover uma maior eficiência e competitividade ao sistema financeiro brasileiro.

A ideia é que, dispondo de uma chave ou apelido, que poderá ser um QR Code, um CNPJ/CPF ou até mesmo um número de telefone ou e-mail, as transferências ocorram diretamente da conta de um pagador a um recebedor, instantemente, sem passar por intermediários, o que reduz os custos operacionais da transação.

Todas as instituições financeiras com mais de 500 mil contas ativas têm obrigatoriedade de participar do PIX. As demais poderão participar de forma facultativa, mas certamente também o farão, tendo em vista que há toda uma convergência do mercado para isso.

Enfim, logo poderemos contar com uma alternativa de pagamentos que promete ser mais ágil, segura e ainda por cima proporcionar uma melhor experiência de uso, abrindo inclusive novas possibilidades de modelos de negócio. Show né?! Já estamos na expectativa de incluir mais essa opção de pagamento no InnCash.

Leia também: Open banking: as mudanças do novo cenário financeiro brasileiro

Um comentário em “PIX: um novo jeito de pagar e receber

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *